Like travel?

Nacionalidade europeia: a jornada dos brasileiros na Irlanda

8 minutos, 56 segundos
25 Mar, 2019

Como morar para sempre na Irlanda ou na Europa?

Para um brasileiro, adquirir uma cidadania europeia pode ser uma ferramenta chave para uma melhor qualidade de vida. Para você que quer fazer intercambio na Irlanda, o processo para uma cidadania irlandesa é alcançável, porém é necessário uma dose extra paciência, persistência e planejamento. Vamos falar um pouco sobre as fases de vida e tipos de visto para se alcançar a tão sonhada cidadania irlandesa por naturalização.

Como obter a cidadania Europeia

Imagen Europa

Requerimento:

Os requerimentos do Ministério de Justiça e Igualdade na Irlanda para aplicação da cidadania por naturalização para intercambistas brasileiros são:

Existe uma restrição muito grande quanto ao tipo de residência que o Ministério de Justiça e Igualdade exige. O mais importante para brasileiro é que não conta o período de estudante ou turismo. Então vamos as fases e vistos da jornada até a cidadania:

Fase 1 - Curso de Inglês - Stamp 2

É bem comum os brasileiros virem para a Irlanda com o visto de estudante (Stamp 2). É com esse tipo de visto que o intercambista percebe se quer ou não morar no país por um longo período ou o resto da vida. Com esse tipo de visto, é possível morar com permissão para trabalhar 20 horas semanais (40 horas durante alguns meses apenas) e estudar inglês por até 2 anos.

Após concluírem os 2 anos dos cursos de inglês, é necessário partir para um visto de trabalho ou curso superior (graduação, pós, mestrado ou doutorado). Alguns brasileiros conseguem visto de trabalho em determinadas áreas que estão com escassez de profissionais, como na área de Tecnologia da Informação, Saúde, Engenharia, Farmacêutica, dentre outras. Muitos acabam optando por um curso superior. Os que não conseguem uma oportunidade com o visto de trabalho acabam escolhendo o ensino superior.

Você pode ficar com o visto de estudante, o Stamp 2, por um período máximo de 7 anos, sendo que para o curso de inglês são apenas 2 anos.

Fase 2 - Curso Superior

Essa é bem crucial e envolve muito planejamento e pesquisa de mercado. Aqui é onde você vai escolher qual o carreira seguir. Caso você já tenha uma graduação, você pode fazer uma pós ou mestrado relacionado à sua área de formação. Você também pode optar por uma nova carreira. Há cursos de 3 e 4 anos na Irlanda. Há curso também de 2 anos na área de TI para quem já possui uma graduação.

Uma dica: veja como está a sua área e também em qual das que estão em alta você teria vontade em ingressar. A escolha do curso superior será muito importante para o seu sucesso na Irlanda. Há cursos, como na área de TI, que a própria faculdade consegue entrevistas de emprego para você escolher onde quer trabalhar.

Você continuará com o visto de estudante (Stamp 2) durante esta fase.

Fase 3 - Visto de Graduado Stamp 1G

Agora que você já terminou o período de curso de inglês e do curso superior, está na hora de você conseguir o visto de graduado (stamp 1G). Você terá um prazo de 12 meses (caso tenha feito uma graduação ou pós) e 24 meses (caso tenha optado por um mestrado) para residir na Irlanda sem necessidade de curso algum, com a possibilidade de trabalhar período integral durante todo esse tempo do visto de graduado.

Importante: O total de tempo com o visto de estudante Stamp 2 mais o visto de graduado Stamp 1G não pode exceder 8 anos. Ou seja, se você concluiu um mestrado de 1 ano e tinha feito 2 anos de inglês mais 4 anos de graduação, você teria já um total de 7 anos na bagagem com o visto Stamp 2. Seu visto Stamp 1G será de apenas 1 ano, por mais que seu curso lhe permitisse 24 meses no Stamp 1G, totalizando assim 8 anos. Porém, se após os 2 anos de inglês você decide fazer um mestrado, você teria um total de 3 anos, podendo assim ficar por 2 anos com o Stamp 1G. O visto Stamp 1G só é outorgado uma vez na vida. Ou seja, não adiantaria fazer outro mestrado após ter recebido o Stamp 1G, achando que vai poder ter mais uma oportunidade.

Fase 4 - Visto de trabalho Stamp 1

A qualquer momento da sua jornada, você pode tentar pular fases e vir direto para a número 4, a do visto de trabalho (Stamp 1). De modo geral, muitos brasileiros das áreas em alta, como a área de TI, conseguem o visto de trabalho. Com esse tipo de visto, seus filhos e cônjuge poderão também residir na Irlanda como seu dependente. Você ficará 2 anos com esse tipo de visto se for em áreas em alta (Critical Skills) ou 5 anos para áreas gerais, para assim seguir para sua próxima fase.

Uma dica: o processo de aprovação para quem aplica para esse tipo de visto com base no Critical Skills é bem mais propício de ter uma aprovação, sem mencionar que é mais fácil conseguir um empregador que queira aplicar. Assim como a agilidade do processo. Para aqueles que tentam com base no General Skills, o processo é bem mais lento, o que desanima empregadores e o salário mínimo que o empregador deve oferecer é o dobro do Critical Skills. Em um outro artigo falaremos sobre a diferença desses dois tipos.

Fase 5 - Visto Stamp 4

Após 2 anos com visto de trabalho, você poderá aplicar para o visto que chamamos de residência, o famoso Stamp 4. Com esse visto, você não depende de um curso nem de um empregador. Ou seja, você está livre para até mesmo abrir um negócio na Irlanda. Bancos costumam ter uma linha de crédito mais tranquila para quem tem esse tipo de visto e você estará até mesmo apto a participar de programas sociais ou educacionais do governo. Geralmente esse tipo de visto é de até 5 anos, a depender da validade do seu passaporte, podendo ser renovado por mais 5 anos.

Fase 6 - A cidadania Irlandesa

Após ter passado pelo período de estudante de inglês, ter feito faculdade, ter trabalhado para uma empresa com visto de trabalho, ter conseguido o Stamp 4 e já ter 5 anos de residência na Irlanda desde quando você terminou seus estudos, você está apto a aplicar para a cidadania Irlandesa. Inicialmente paga-se uma taxa de €175 no ato da aplicação e outra de €950 caso sua aplicação seja aprovada. Os documentos necessários para a aplicação são:

 

Dicas: com o seu banco, opte por receber extrato bancário via correio.

Também adicione seu nome nas contas de consumo doméstico como Eletricidade, Gás, Internet, etc.
Guarde todas as cópias das suas cartas do Revenue (seja P45 ou P60 ou Tax Credit Certificate) que são enviadas todos os anos.
Esses são os documentos que não tem risco de reprovação. Mas vale a pena registrar seu aluguel no PRTB assim como guardar seus contratos de aluguel, cartas médicas, cartas de empregadores e contracheques.

Para receber seu certificado de naturalização, você deve participar de uma cerimônia que ocorre ocorre 2 vezes ao ano. Uma vez com o certificado de naturalização, você poderá dar entrada no documento de passaporte irlandês.

Pessoal, essa é a jornada comum de brasileiros na Irlanda mas há outras formas também comuns e outras incomuns de conseguir a cidadania. Como por exemplo, quem casa com europeus, quem tem um filho com europeus, quem abre um negócio ou investe na Irlanda. Brasileiros nessas situações conseguem outros tipos de visto que podem acelerar esse processo. Há brasileiros que foram casados com irlandeses que só precisaram de 3 anos de casados para dar entrada na cidadania. Cada caso pode ser avaliado de forma diferente no momento da entrevista com a imigração.

 Ficou com dúvida sobre alguma fase ou informação? Envie-nos suas dúvidas!

Intercambio na Irlanda

Mantenha-se informado sobre como estudar no exterior com a MD4S!
Política de privacidade

Visitas: 2024

Eu gosto: +

Nao gosto: -0